Notícias

Março 15, 2019 03:57 PM

Em Coimbra, com,o em muitas cidades do mundo, mil e tantos/as estudantes estiveram à frente do edifício da Câmara Municipal e na Praça 8 de Maio na manifestação em defesa do CLIMA. Ouvia-se: o mundo unido janais será vencido...

Março 11, 2019 03:13 PM

No dia 9 de março de 1994, morreu Charles Bukowski. Foi um poeta, cronista e romancista norte-americano, que faleceu há 25 anos. Não se pareceu com nenhum autor da sua geração. A sua obra fascinou muita gente. Por António José André.

Fevereiro 20, 2019 03:15 PM

No dia 21 de fevereiro de 1965, morreu Malcolm X. Foi um dirigente revolucionário afro-americano, foi assassinado no bairro do Harlem (Nova Iorque), quando discursava para a Organização da Unidade Afro-Americana.  Por António José André.

Fevereiro 13, 2019 06:05 PM

No dia 9 de fevereiro de 2007, morreu Alexandre de Fisterra. Foi um dos inventores do futebol de mesa ou jogo de matraquilhos. Também foi um poeta, editor e exilado, entre muitas outras coisas. Por António José André.

Fevereiro 5, 2019 12:39 PM

No dia 8 de fevereiro de 1998, morreu Halldór Laxness. Foi um escritor islandês. Tendo sido controverso pelas suas posturas radicais, foi uma figura dominante na literatura islandesa, ao longo do século XX. Por António José André.

Janeiro 29, 2019 12:42 PM

No dia 30 de janeiro de 2006, morreu Coretta Scott King. Foi uma escritora, cantora e ativista norte-americana. Defendendo a igualdade e a justiça, lutou pelos direitos dos negros e das mulheres. Defendendo a paz, lutou contra a Guerra do Vietname e a invasão do Iraque. Por António José André.

Janeiro 11, 2019 04:00 PM

No dia 15 de janeiro de 1919, norreu Rosa Luxemburgo. Foi uma filósofa e economista polaco-alemã, conhecida pela militância revolucionária no Partido Social-Democrata Alemão (SPD) e pela criação do Partido Comunista Alemão (KPD). Por António José André.

Opinião

A manifestação de jovens na Avenida da Liberdade contra a violência racista, a greve feminista e a greve estudantil pelo clima mostram essa nova vitalidade do movimento social, a sua criatividade propositiva e a sua determinação transformadora.

Náusea e vergonha é o que sinto pela proposta do PP espanhol, na sua lei da maternidade, que lançou a suspeita de que os trâmites de expulsão das mulheres grávidas imigrantes sem papéis fossem adiados se elas dessem os seus filhos para adopção.