Notícias

Bloco Distrital de Coimbra

No dia 23 de fevereiro (sexta feira), vai haver uma Festa/Tributo ao Zeca Afonso, promovida Por Mão Própria. O evento, que contará com as presenças de Rui Pato (músico, que acompanhou o Zeca Afonso), Maria Toscano (escritora) e Alexandre Barros (músico da banda "Macadame"), decorrerá no Liquidâmbar, a partir das 22h. Depois das 24h, haverá animação musical com Dj Alexandre de Sousa Carvalho.

Bloco Figueira da Foz

No dia 9 de Fevereiro decorreu, no Hotel Ibis da Figueira da Foz, uma sessão “Deputado Presta Contas” em que esteve José Manuel Pureza (Deputado eleito por Coimbra e Vice-Presidente da Assembleia da República) e falou sobre várias questões em que o Bloco de Esquerda se encontra empenhado.

Bloco Distrital de Coimbra

No dia 8 de fevereiro de 1998, morreu Halldór Laxness. Foi um escritor islandês. Tendo sido controverso pelas suas posturas radicais, foi uma figura dominante na literatura islandesa, ao longo do século XX. Por António José André.

Bloco Figueira da Foz

No dia 9 de fevereiro (sexta feira), vai haver uma sessão pública "Deputado Presta Contas", na Figueira da Foz. O evento, que contará com a presença de José Manuel Pureza (Deputado e Vice-Presidente da Assembleia da República), decorrerá na Sala Ocenao do Hotel Ibis, a partir das 21h30. Contamos contigo. Traz um/a amigo/a também...

Bloco Distrital de Coimbra

No dia 5 de fevereiro, a Coordenadora Concelhia de Coimbra do Bloco de Esquerda promoveu uma ação de Protesto contra o encerramento da Estação dos CTT da Praça da República, distribuindo um comunicado que foi distribuído à população.

Bloco Distrital de Coimbra

No dia 3 de fevereiro (sábado), terá início a Conferência “Despenalizar a Morte Assistida: Tolerância e Livre Decisão”, com uma intervenção de João Semedo, às 11h. Este evento decorrerá, na União de Associações do Comércio e Serviços,(Rua Castilho, 14), em Lisboa.

Bloco Distrital de Coimbra

No dia 30 de janeiro de 2006, morreu Coretta Scott King. Foi uma escritora, cantora e ativista norte-americana. Defendendo a igualdade e a justiça, lutou pelos direitos dos negros e das mulheres. Defendendo a paz, foi contra a Guerra do Vietname e a invasão do Iraque. Por António José André.

Opinião

Combater a precariedade e o seu cortejo de perversidades na advocacia é uma exigência de decência e de direitos. É uma escolha política.

A ideia de que exercer uma profissão liberal ao mesmo tempo que se é deputado é uma garantia de liberdade para o deputado, que lhe permite não ser um obediente funcionário, é estranha e sem fundamento.

A privatização crescente impõe-se, contrapor uma prioridade: a revisão da actual Lei de Bases da Saúde, aprovada em 1990, com os votos favoráveis do PSD e CDS.