Vídeos

Em Coimbra, no comício Levar o País a Sério, Mariana Mortágua afirmou que “há uma política de esquerda para a habitação”, com medidas concretas que têm vindo a ser aplicadas noutros países. Essa política “parte da ideia simples de que o mercado não escolhe quem vive nas cidades”, e que as cidades “não são montra para turistas ou redomas para milionários”.

Intervenção de Marisa Matias na XIII Convenção Nacional do Bloco de Esquerda, que decorreu a 27 e 28 de maio de 2023 em Lisboa.

Intervenção de Carolina Gomes na XIII Convenção Nacional do Bloco de Esquerda, que decorreu a 27 e 28 de maio de 2023 em Lisboa.

Lista do Bloco por Coimbra às Legislativas de 2024

Notícias

Bloco Distrital de Coimbra

A candidatura do Bloco por Coimbra, representada pelo cabeça de lista, Miguel Cardina, e pelos candidatos Carolina Gomes e João Rui Mendes, esteve em Montemor-o-Velho, onde reuniu com o Citemor, no Teatro Esther de Carvalho, a Unidade Funcional da APPACDM e os Bombeiros Voluntários.

Bloco Distrital de Coimbra

As candidaturas do Bloco de Esquerda por Coimbra e Leiria, encontraram-se no domingo, dia 25, com a Associação São Lourenço e a Federação Minha Terra, na Associação Dueceira.

Bloco Distrital de Coimbra

No jantar-comício do Bloco em Coimbra, o historiador e cabeça de lista pelo distrito defendeu que é "confrontando o PS com as suas limitações que podemos avançar". A jurista e ativista Mariana Rodrigues, segunda candidata bloquista, apontou os baixos salários e o "sufoco das rendas" como os grandes incentivos da maioria absoluta à emigração da sua geração.

Bloco Distrital de Coimbra

Ação social, precariedade laboral, e saúde mental em destaque.

Bloco Distrital de Coimbra

Lista do Bloco por Coimbra às Legislativas de 2024

Bloco Distrital de Coimbra

Numa sessão pública em Coimbra, Mariana Mortágua e Miguel Cardina, cabeça de lista por Coimbra, falaram das propostas do Bloco para fazer o que nunca não foi feito.

Bloco Distrital de Coimbra

A candidatura do Bloco de Esquerda por Coimbra é encabeçada pelo historiador Miguel Cardina e tem como mandatário António Ferreira, realizador e produtor de cinema. Conhece toda a lista neste artigo.

Opinião

Hoje as marchas são cada vez mais e cada vez mais participadas, com grande afluência jovem, sendo um espaço privilegiado de ativismo e politização. Mas a natureza historicamente e intrinsecamente política destas manifestações não está alheia a ameaças.

No mês de junho, é usual o espaço público se ver engalanado com as cores do arco-íris, desde logo graças à realização das marchas LGBTQIA+. São elas “cada vez mais políticas e cada vez mais festivas, por fazerem da celebração um protesto e da reivindicação política uma festa”.

Resoluções Mesa Nacional